Notícias DeltaGen
Índice Frigorífico

A CIA de Melhoramento e a Deltagen, reafirmando o compromisso de estarem na vanguarda tecnológica da pecuária de corte, lançam em conjunto novo índice de seleção, o Índice Frigorífico (IFRIG), trata-se de um indicador específico para a função frigorífica de nossos animais, evidenciando oportunidades de avançar ainda mais no aperfeiçoamento da produção, tornando a atividade ainda mais eficiente.

O Índice Frigorífico (IFRIG) é uma abordagem quantitativa da produção e também qualitativa da carcaça e da carne, além de considerar os efeitos correlatos da seleção voltada para estas características.

O processo de desenvolvimento foi longo, mas de 10 anos voltados para a coleta de amostras (fenótipos e genótipos) em um total de 7.000 animais abatidos, todos provenientes dos programas de melhoramento genético, portanto avaliados geneticamente e genotipados. Inicialmente, participamos como colaborados de um projeto temático junto a UNESP de Jaboticabal, liderado pela Professora Dra. Lúcia Galvão Albuquerque, depois de concluído o estudo acadêmico, seguimos investindo e acreditando que estas informações precisavam chegar à pecuária, buscando aplicações práticas.

Como resultado deste esforço, foram desenvolvidas equações de predição para uma série de características de interesse econômico, tais como:


Indicadores Quantitativos:

- Peso de carcaça quente (Peso de Carcaça) – Peso da carcaça obtido no frigorífico após toalete.

Rendimento de carcaça (Peso Carcaça Quente/ Peso Vivo) – Percentual de carcaça quente obtido em relação ao peso vivo (peso embarque)


Indicadores Qualitativos:

- Área de olho de lombo (AOL) – Medida em cm2 da área de contra-filé na altura da 13a Costela.

- Cobertura de Gordura (EGS) – Cobertura em mm de gordura sobre o contra-filé na altura da 13a costela.

- Maciez (Mac) – Análise física que indica a força de cisalhamento da carne (Maciez da carne)

Marmoreio (Mar) – Percentual de gordura entremeada na carne, obtida por análise visual em escala comparativa.

Agora temos condição de incorporar sistematicamente os valores genômicos destas características nas nossas avaliações genéticas, com isto disponibilizamos informações importantes para o que processo seletivo se torne ainda mais preciso.

O estudo detalhado dos resultados desta pesquisa, considerando as correlações e inter-relações apresentadas entre as características, demonstrou a necessidade da adoção de um índice robusto, que atenda a algumas premissas importantes em nossos sistemas de produção:

Aumentar a eficiência da seleção para a produção de carne, interferindo em aspectos quantitativos e qualitativos da carcaça e da carne. Priorizar a adaptação ao ambiente de produção

Manter estável o peso adulto
Desta maneira outras características foram também adicionadas ao índice frigorífico, complementando o objetivo de seleção e garantindo que as premissas sejam contempladas.

O resultado prático do IFRIG está representado no quadro abaixo, onde é possível visualizar nossas expectativas de resposta ao índice de seleção para cada uma das características avaliadas.

Trata-se de uma ferramenta importante para adicionarmos maior objetividade ao processo de seleção, com segurança e responsabilidade, buscamos maior eficiência, sem perder aspectos importantes da produção, edificados ao longo de décadas de trabalho.

Um primeiro passo foi dado, mas a viagem ainda nos trará muitas outras atualizações, anualmente a equação de predição será enriquecida com mais genótipos e fenótipos, nossa capacidade preditiva será ainda maior no futuro.

É a tecnologia à serviço da produção.

Parceiros DeltaGen
Todos os direitos reservados | DeltaGen | 2019 • Site produzido por Pontual Propaganda